Uso da Termonebulização

Uso da Termonebulização

A termonebulização é uma aplicação direcionada ao combate de insetos alados, como moscas, mosquitos, mariposas e insetos rasteiros como baratas, besouros, formigas cortadeiras; sendo um método ideal para grandes áreas, galpões, depósitos.

Muito utilizado nas grandes infestações de mosquitos de gêneros tais como Culex (pernilongo), Aedes (mosquito da dengue e da febre amarela) e Anopheles (transmissor da malária), uma das ferramentas mais eficazes para o seu controle é a aplicação de inseticidas químicos através do termonebulizador.

Este tipo de tratamento caracteriza-se por um “alívio imediato” após o tratamento, uma vez que consiste de um método espacial de alta dispersão, que se difunde no ambiente com incrível rapidez, sendo muitas vezes confundido com aplicação de fumaça; apesar da semelhança, na termonebulização não ocorre queima ou qualquer outra transformação química do produto aplicado. (Ao contrário, fumaça é o resultado da queima de determinado combustível).

O processo consiste da transformação de uma calda líquida, geralmente em base oleosa, em uma fina névoa, cujas gotículas apresentam diâmetro variando entre 0,1 e 10μm (1μm = 0,001mm).

Entre os produtos indicados para o controle químico de mosquitos por termonebulização estão os inseticidas piretróides com formulações especiais (FOG), à base de deltametrina. Outros piretróides, à base de lambdacialotrina, ou a base de cipermetrina, as recomendações dos produtos deve ser sob orientação de um profissional especializado, podem ser utilizadas formulações inseticidas do tipo CE (ou EC = concentrado emulsionável).

Equipamentos para Termonebulização

Os equipamentos da Pulsfog através do seu exclusivo sistema de injeção direta de calda permitem a aplicação de substâncias sensíveis a altas temperaturas como micro encapsulados e até mesmo produtos biológicos.

Não devem ser utilizados pós molháveis, suspensões concentradas.

A calda deve ser preparada diluindo-se o inseticida preferencialmente em óleo mineral tipo. Este produto apresenta baixíssima toxicidade, pouco cheiro, excelente formação de névoa e ainda ajuda a preservar o equipamento.

Não utilizar óleos emulsionáveis, pois os aditivos emulsificantes causam entupimentos nos equipamentos. Não é recomendada a utilização de óleo diesel ou querosene como diluente devido ao odor forte e à elevada toxicidade desses produtos.

Outras recomendações:

Faça a aplicação em horários de menor intensidade dos ventos: de manhã cedo ou no final da tarde, ao pôr do sol

Evite fazer aplicações sob sol forte ou com vento com velocidade superior a 5km/h

Não faça aplicações sob chuva

Procure distribuir uniformemente a névoa no terreno a ser tratado

Se houver vento, posicione-se de forma a lançar a névoa sobre o terreno. Desloque o equipamento em direção transversal ao vento, obtendo assim uma distribuição ótima do produto

 

Fonte: Pragas & Eventos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *