Como funciona o procedimento de dedetização

Como funciona o procedimento de dedetização

Quanto tempo devo ficar fora da residência/empresa?

Essa é uma dúvida bastante comum. Depende do tipo de produto utilizado, se é Spray, Gel ou Isca, e das características das pessoas que frequentam o ambiente.

Na aplicação de produtos em Spray, recomendamos que as crianças, idosos, adultos que tenham alergias ou problemas respiratórios e animais fiquem fora do local por, pelo menos, 24 horas. Os aquários devem ser cobertos.

Para adultos sem problemas respiratórios, 4 horas fora do local são suficientes.

Alguns locais não podem ser desocupados, dessa forma indicamos o tratamento com Gel, que não oferece riscos. Apenas indicamos que as crianças não vejam aonde o Gel está sendo aplicado, para que não tenham a curiosidade de tocá-los.

É importante que o ambiente esteja sempre bem arejado.

Faz mal à saúde?

Utilizamos produtos modernos e de tecnologia avançada, e o nosso profissional irá realizar o serviço da forma a seguir as instruções dos fabricantes dos produtos, que foram feitos para as necessidades das pessoas e são utilizados por milhões em todo o mundo.

O spray permanece no ar por pouco tempo e, por causa disso, não há tempo suficiente para que as pessoas possam respirá-lo. Além disso, as superfícies cobertas pelos produtos secam rapidamente.

Os animais devem ficar fora do local até que as áreas tratadas estejam secas, o que deve demorar 3-4 horas.

 Quais são os produtos utilizados?

Os produtos dependem, naturalmente, do tipo de serviço efetuado, se é possível que as pessoas se afastem do local durante a aplicação, da duração do efeito residual pretendido, entre outros fatores. Porém, entre os diversos produtos, os formatos mais comuns são o spray, pó e isca.

  • O spray fica ativo em locais de maior contato dos insetos, como paredes e tetos. O produto possui efeito residual de até 3 meses, matando os insetos que encostarem naquela área.
  • O gel é um produto mais recente, feito para ser ingerido pela praga. Ele é feito para ter resultados não apenas imediatos, mas também residuais, para que as ameaças, como as baratas ou formigas, o levem para os seus ninhos. As baratas, após ingerirem o produto, terão seus resíduos nas suas fezes. As outras baratas, por sua vez, irão se alimentar das fezes da primeira e também serão contaminadas com o veneno. Dessa forma, haverá a eliminação em sequência.
  • O pó é utilizado normalmente em locais que nenhuma das opções anteriores pôde alcançar, como por exemplo tubulações e ralos.

Quanto tempo duram os efeitos / Quando devo fazer a aplicação?

De forma geral, indicamos que a aplicação seja feita a cada 3 meses. Porém, alguns fatores podem mudar essa recomendação. Um dos fatores mais importantes a serem observados é a observação da incidência das pragas no local. Caso a infestação seja muito grande, é recomendável que o serviço seja feito com maior frequência.

Além disso, caso sejam observadas pestes que anteriormente não existiam na região, devido à infestação da vizinhança, por exemplo, deve ser feito o controle com maior urgência, para evitar maiores infestações.

Por outro lado, caso você perceba que as pragas estão controladas, e o ambiente não lida com alimentos (restaurantes ou hotéis) ou é um estabelecimento de saúde, como hospital ou clínica, esse prazo pode ser estendido.

Além disso, caso a empresa possua em estoque, comercialize ou manipule medicamentos, a aplicação deverá ser no máximo mensal, de acordo com determinação da ANVISA.

Vale ressaltar que a Resolução RDC nº 52/2009 da ANVISA, considera que o controle de pragas urbanas é o “conjunto de ações preventivas e corretivas de monitoramento ou aplicação, ou ambos, com periodicidade minimamente mensal, visando impedir de modo integrado que vetores e pragas urbanas se instalem ou reproduzam no ambiente”.

Existe Controle de Pragas Natural?

É sempre bom lembrar que a ANVISA proíbe, explicitamente no art. 23, inciso III, da Resolução RDC nº 52/2009 da ANVISA, a utilização da expressão “produto natural” nos anúncios de produtos de controle de pragas. Dessa forma, podemos dizer que não existe dedetização natural.

Por outro lado, existem diversas maneiras naturais de você resolver, ou pelo menos amenizar, o problema na sua residência, com a utilização de produtos caseiros, que não são específicos para eliminar as pragas, mas que também as afastam.

Faz mal para grávida?

Os nossos especialistas irão avaliar com você o serviço adequado para o seu caso, já que muitas vezes o controle começa pela identificação das causas que leva à infestação. Dessa forma, é possível personalizar o serviço para a grávida e mesmo assim manter a casa livre de infestações.

É possível, por exemplo, fazer a aplicação apenas em ambientes externos, para que as ameaças não entrem na casa.

Ainda é possível, após análise do profissional, fazer o controle com gel ou isca, de forma a não oferecer risco para a grávida.

Em aplicações com produtos líquidos (spray), as grávidas deveriam se afastar do local por pelo menos 24 horas, assim como os idosos e crianças. O acompanhamento da aplicação também deve ser feito por outra pessoa, que não a grávida.

Após a aplicação, o ambiente deve ser exposto à boa ventilação.

Dedetização ou Detetização?

O nome “dedetização” vem do produto DDT (Dicloro-Difenil-Tricloroetano), um dos primeiros pesticidas modernos.

Esse produto não é mais utilizado, sendo proibido no Brasil desde 2009, pela Lei nº 11.936/2009, e já desde a década de 70 em outros países.

De qualquer forma, mesmo que não é utilizado há muito tempo, o nome “pegou” e até hoje a atividade de Controle de Pragas ainda é mais conhecida pela palavra “Dedetização”.

Há quem diga que a palavra “Detetização” vem da palavra “deter”, de “deter as pragas”, porém a explicação sobre o DDT é mais aceita, e o nome é mesmo “Dedetização” ou, atualmente, “Controle de Pragas Urbanas” ou, simplesmente, “Controle de Pragas”

Licença da Anvisa

Segundo o site da Anvisa, as empresas que, entre outros, armazenam os chamados “Produtos Saneantes Domissanitários”, necessitam de autorização do órgão para funcionamento. Entre os produtos saneantes domissanitários estão os inseticidas e raticidas, utilizados na atividade de controle de pragas.

 Fonte: mundodastribos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *